Voz de Alagoas - A Voz Que Você Confia

MENU
Logo
Sexta, 30 de outubro de 2020
Publicidade
Publicidade

Política

PDT lança candidaturas de professores para prefeito e vice em São José da Tapera

O PDT em São José da Tapera abriu a temporada das convenções no Sertão de Alagoas, lançando uma candidatura de ‘Oposição de Verdade’.

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Precursor da verdadeira política e único partido de oposição a ter sua sede própria no Sertão, o PDT taperense promoveu no sábado (12), o ato que aclamou as candidaturas do Professor Márcio para prefeito e Professora Rosa para vice.

O evento inédito do PDT na cidade reuniu famílias tradicionais de São José da Tapera, jovens, estudantes, servidores públicos, comerciantes e agricultores, além dos candidatos a vereadores do partido. Pela primeira vez na história política do município, a convenção foi transmitida ao vivo pela página do PDT de Tapera, no Facebook.

Em seu discurso, Professor Márcio falou da importância da construção do movimento de ‘Oposição de Verdade’, um projeto que não se acaba com o final das eleições.

“A Oposição de Verdade é um projeto maior que as eleições. Ele é o início de uma nova política em um município que há 30 anos é administrada por um único grupo político, liderado por um ex-prefeito que no ano passado foi preso acusado de desviar cerca de R$ 6 milhões de Reais do antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério {FUNDEF}. Vamos, juntos com as pessoas de bem, passar São José da Tapera a limpo”, discursou Márcio.

Por sua vez, Professora Rosa, que teve seu nome construído por grupos de oposição e famílias taperenses, falou da importância da candidatura do PDT e a força da oposição numa cidade dilapidada por pessoas descompromissadas com a verdade. 

“As famílias de Tapera querem mudanças. Até as crianças querem mudanças porque não suportam mais não terem onde estudar, verem os pais sem poderem ir aos postos de saúde porque os postos estão fechados e principalmente porque sabem que quando crescerem serão obrigadas a irem embora, se aventurarem em outros estados, porque na terra onde nasceram não tem empregos e a agricultura foi abandonada”, falou a vice-prefeita.

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )